PT desmente, mas MP investiga denúncia de carneiro para Lula

O prefeito de Peabiru, Claudinei Antonio Minchio (PT), deverá explicar até a próxima segunda-feira (24), como foi adquirido e qual era o destino de um lote de carne de carneiro temperada localizado no interior de uma kombi da Secretaria Municipal de Saúde da cidade, utilizada para transporte de pacientes. Na sexta-feira (14), o Ministério Público de Peabiru flagrou o transporte irregular da carne ao realizar uma operação embasada em denúncia que informava que a carne encontrada fora adquirida com recursos destinados a Merenda Escolar do município e seria transportada para Curitiba, onde seria servida em almoço oferecido ao ex-presidente Lula, preparada como “Carneiro ao Vinho”, prato típico de Peabiru. O almoço, com a presença de 15 empresários, ocorreu na chácara do empresário Flávio Martinez (PTB) e serviu para “vender” a candidatura de Gleisi.

A informação exclusiva do blog, publicada no sábado (15), foi desmentida na manhã de hoje pelo diretório estadual do PT que em nota afirmou “ser “absolutamente fantasiosa, em toda a sua íntegra, a publicação”. Apesar do desmentido, o Ministério Público lavrou um Termo de VIstoria durante a operação e deu prazo de dez dias para que o prefeitura apresente explicações.

O documento do MP, assinado pelo promotor André Del Grossi Assumpção, confirma a operação, motivada por denúncia. O procedimento foi registrado no MP de Peabiru, contendo várias fotos do lote de carne localizado e das duas kombis da prefeitura vistoriadas. Servidores da prefeitura ouvidos pelo promotor alegaram que os veículos estavam emprestadas à Secretaria de Administração e que a carne seria destinada “a preparação do prato típico da cidade por ocasião de determinada reunião governamental”. Não conseguiram informar porém, o local da “renião governamental” e nem apresentaram notas fiscais da compra da carne.

No mês passado, em entrevista ao portal G1 (veja aqui), o secretário de Educação de Peabiru, Fábio Sexugi, informou que a carne de carneiro seria incluída na merenda dos estudantes da rede municipal. Segundo a reportagem, o município apresentava “uma merenda ‘inovadora’ com a ideia é seguir tradições culinárias da região, além de melhorar a nutrição.”

Veja acima a integra do Termo de Vistoria do Ministério Público de Peabiru.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s