“O usuário do transporte não pode ser lesado”, diz prefeito de Pinhais após reunião sobre subsídio

| BANDA B

Prefeitos da região metropolitana de Curitiba (RMC), representantes da Coordenação da RMC (Comec) e da Urbanização S/A (Urbs) se reuniram nesta terça-feira (11) para analisar o valor das tarifas técnica e do usuário da Rede Integrada de Transporte (RIT). O subsídio oferecido pelo governo do Paraná para a manutenção do sistema foi a principal pauta do encontro. Eles não querem que o usuário seja lesado por conta do imbróglio entre URBS e Governo do Paraná.

luizao-120314-bandab

(Foto: Franklin de Freitas)

Segundo o prefeito de Pinhais e presidente da Associação dos Municípios da RMC, Luiz Goulart, nada foi decidido, mas a pressão para que a passagem não fique mais cara predominou as discussões. “As prefeituras estão preocupadas, já que o convênio com a RMC vence amanhã. E a precariedade das linhas metropolitanas não é de hoje. Elas estão em situação péssima há mais de 20 anos, com o monopólio das empresas de ônibus. É o caso de Itaperuçu e de Rio Branco do Sul, por exemplo”, explicou o prefeito em entrevista ao jornalista Adilson Arantes no Jornal da Banda B nesta quarta-feira (12).

Luizão explicou que as prefeituras são responsáveis pelo sistema de transporte coletivo dentro do limite do município. “Passou disso, a responsabilidade é do governo do estado. Todo esse imbróglio da integração começou com a instituição das duas tarifas, técnica e do usuário, com valores diferentes”.

De acordo com ele, a solução para o problema da RIT é a manutenção do subsídio por parte do governo, com os devidos reajustes, e o compromisso da Comec. “Nós acreditamos que vamos chegar a um acordo adequado, sem que o usuário seja lesado”, concluiu Luizão.

A reunião contou ainda com a presença do secretário da Casa Civil do Paraná, Reinhold Stephanes. Ele afirmou que o governo já demonstrou interesse em manter a integração metropolitana. “Já estão garantidos R$ 5 milhões por mês em subsídio para a RIT, além de outros R$ 20 milhões com a desoneração do óleo diesel”, informou.

O diretor-presidente da Comec, J. Camargo, informou que, a partir da próxima quarta-feira (19), a pesquisa “Origem-Destino” vai analisar a movimentação de passageiros na RMC e definir o custo para o sistema. Após a pesquisa, a licitação das linhas metropolitanas deve ser feita.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s