MPPR pede esclarecimentos e quer saber por que dinheiro da compra de Léo veio da CAP S/A

Banda B

Depois que a Folha de São Paulo publicou uma reportagem na qual afirma que o Atlético Paranaense usou dinheiro que deveria ser aplicado na reforma da Arena da Baixada para comprar 50% do passe do jogador Léo, o Ministério Público do Paraná promete cobrar esclarecimentos das partes envolvidas. Nesta terça-feira (11), a assessoria de imprensa do órgão confirmou à Banda B que a diretoria do Furacão, do Vitória – que recebeu o R$ 1,5 mi da compra – e da Agência Fomento – responsável pelos empréstimos para a Copa – foram notificadas e terão que se explicar.

O motivo de tudo isso é que a CAP S/A, empresa constituída pelo clube para receber recursos públicos específicos para a obra do estádio, transferiu R$ 1,5 milhão ao Vitória-BA para comprar os direitos econômicos de Léo, lateral-direito. A transação foi efetuada em 26 de dezembro de 2013, conforme extrato da transferência obtido pela Folha.

arena fora 10.03

(Foto: Divulgação)

A conta da CAP S/A, de onde saiu esse valor, recebeu R$ 226,4 milhões de dinheiro público. São financiamentos do BNDES, que liberou R$ 131,1 milhões, e do governo do Paraná, cujo empréstimo foi de R$ 95,3 milhões. Essa quantia deveria ser utilizada exclusivamente para a reforma do estádio.

O Atlético-PR também aportou cerca de R$ 38 milhões na obra da arena. Ou seja, não é possível saber se o R$ 1,5 milhão usado na contratação é dinheiro público ou do próprio Atlético-PR, reconhece a reportagem. No entanto, a quantia não poderia ser utilizada para outro fim que não fosse a reforma do estádio.

Por meio de nota, a Fomento Paraná disse o seguinte: ”Todas as notas de prestação de serviço e compra de insumos são minuciosamente verificadas por uma equipe de auditores. As auditorias realizadas pela empresa acima apontam que a relação entre o Clube e a CAP S/A não envolve o dinheiro das operações de empréstimo. É uma relação entre duas entidades de direito privado”, diz a nota, afirmando, portanto que o clube emprestou dinheiro a CAP S/A para ter fluxo financeiro durante as obras.

Outro lado

O clube paranaense ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Notícia Relacionada:

Atlético-PR gasta verba de estádio para contratar atleta, diz Folha de São Paulo

Anúncios

Sobre Rodini Netto

- Jornalista brasileiro (DRT-Pr 7.294) e Consultor em Comunicação Política. - Editor do Blog Moeda Livre Economia Digital - Fundador e Editor do Jornal Diário de Piraquara (2008). - Editor do Blog Meandros da Política (2008-2016).
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s