MPPR pede esclarecimentos e quer saber por que dinheiro da compra de Léo veio da CAP S/A

Banda B

Depois que a Folha de São Paulo publicou uma reportagem na qual afirma que o Atlético Paranaense usou dinheiro que deveria ser aplicado na reforma da Arena da Baixada para comprar 50% do passe do jogador Léo, o Ministério Público do Paraná promete cobrar esclarecimentos das partes envolvidas. Nesta terça-feira (11), a assessoria de imprensa do órgão confirmou à Banda B que a diretoria do Furacão, do Vitória – que recebeu o R$ 1,5 mi da compra – e da Agência Fomento – responsável pelos empréstimos para a Copa – foram notificadas e terão que se explicar.

O motivo de tudo isso é que a CAP S/A, empresa constituída pelo clube para receber recursos públicos específicos para a obra do estádio, transferiu R$ 1,5 milhão ao Vitória-BA para comprar os direitos econômicos de Léo, lateral-direito. A transação foi efetuada em 26 de dezembro de 2013, conforme extrato da transferência obtido pela Folha.

arena fora 10.03

(Foto: Divulgação)

A conta da CAP S/A, de onde saiu esse valor, recebeu R$ 226,4 milhões de dinheiro público. São financiamentos do BNDES, que liberou R$ 131,1 milhões, e do governo do Paraná, cujo empréstimo foi de R$ 95,3 milhões. Essa quantia deveria ser utilizada exclusivamente para a reforma do estádio.

O Atlético-PR também aportou cerca de R$ 38 milhões na obra da arena. Ou seja, não é possível saber se o R$ 1,5 milhão usado na contratação é dinheiro público ou do próprio Atlético-PR, reconhece a reportagem. No entanto, a quantia não poderia ser utilizada para outro fim que não fosse a reforma do estádio.

Por meio de nota, a Fomento Paraná disse o seguinte: ”Todas as notas de prestação de serviço e compra de insumos são minuciosamente verificadas por uma equipe de auditores. As auditorias realizadas pela empresa acima apontam que a relação entre o Clube e a CAP S/A não envolve o dinheiro das operações de empréstimo. É uma relação entre duas entidades de direito privado”, diz a nota, afirmando, portanto que o clube emprestou dinheiro a CAP S/A para ter fluxo financeiro durante as obras.

Outro lado

O clube paranaense ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Notícia Relacionada:

Atlético-PR gasta verba de estádio para contratar atleta, diz Folha de São Paulo

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s