Atlético emite nota oficial informando que clube não utilizou dinheiro da CAP S/A na compra de jogador.

33618_13945632020_thumb-5-3.jpg

Divulgou-se hoje que o Atlético teria utilizado dinheiro da CAP S/A na aquisição de um jogador de futebol (lateral direito Léo, hoje no Flamengo). Fosse verdadeira, a notícia seria grave, sem dúvida. A CAP S/A é uma sociedade com o propósito exclusivo de executar as obras do Estádio. Recebeu financiamentos de Bancos Públicos. Estes recursos não poderiam ser utilizados para comprar jogadores, é claro. A verdade é que houve isso. A notícia é falsa.

Como é de conhecimento público (por razões estranhas à questão noticiada) houve sistemáticos atrasos nos repasses dos valores dos financiamentos à CAP S/A. Para que a obra não sofresse ainda mais com a ausência de recursos, o Clube Atlético Paranaense fez uma série de empréstimos à CAP S/A, em contratos de mútuos que estão contabilizados. Tais movimentações estão devidamente auditadas pela Pricewaterhouse. No momento do indicado pagamento pelo jogador Léo ao Esporte Clube Vitória, a CAP S/A devia ao Clube Atlético Paranaense 28 milhões de reais. Mútuos contabilizados e auditados que ajudaram a salvar a obra em um momento de atraso no repasse dos financiamentos.

Assim que entrou o valor de uma parcela do financiamento, no final do ano passado, a CAP S/A pagou ao Clube Atlético Paranaense parcialmente os mútuos com transferência para a conta do Clube e, no caso do jogador Léo, fez pagamento direto para a conta de um credor. A operação é juridicamente irretocável (pagamento de dívida por terceiro, com posterior reembolso com a quitação parcial de mútuo – art. 305 do Código Civil) e está, para insistir, contabilizada e auditada.

A notícia originalmente veiculada, enfim, é falsa. Houve muito dinheiro do Clube Atlético na CAP S/A. Nenhum dinheiro da CAP S/A no Clube Atlético. É o que diz o balanço auditado. A propósito, recentemente o Clube Atlético Paranaense voltou a ser credor da CAP S/A, em novos contratos de mútuo para dar conta de atraso no repasse da última parcela do financiamento.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s