Coluna de Requião Filho, publicada no Blog do Esmael: “Beto Richa é um golpe de marketing”

Via Blog do Esmael

Requião Filho, em sua coluna pós-carnaval, "desossa" o governo de Beto Richa; segundo o especialista em políticas públicas, o tucano “é um golpe de marketing, e nada mais”; “Ele quer ser o playboy da boa notícia, mesmo que seja uma promessa vazia que não tem a menor chance de ser cumprida”, fuzila o colunista, que ainda complementa: “O governo Richa atrasa o dinheiro do Leite das Crianças, deixa faltar ração para os cães da PM, não paga a gasolina e o conserto das viaturas da polícia, manda desativar salas de aula para economizar na área da educação, mas não diminui seus gastos com propaganda”; sobre o lema do governador, “diálogo e respeito”, Requião Filho acusa Richa de manter conversas apenas com empresários e fornecedores de campanha, sempre contra o povo paranaense; leia o texto.

Requião Filho, em sua coluna pós-carnaval, “desossa” o governo de Beto Richa; segundo o especialista em políticas públicas, o tucano “é um golpe de marketing, e nada mais”; “Ele quer ser o playboy da boa notícia, mesmo que seja uma promessa vazia que não tem a menor chance de ser cumprida”, fuzila o colunista, que ainda complementa: “O governo Richa atrasa o dinheiro do Leite das Crianças, deixa faltar ração para os cães da PM, não paga a gasolina e o conserto das viaturas da polícia, manda desativar salas de aula para economizar na área da educação, mas não diminui seus gastos com propaganda”; sobre o lema do governador, “diálogo e respeito”, Requião Filho acusa Richa de manter conversas apenas com empresários e fornecedores de campanha, sempre contra o povo paranaense; leia o texto.

Requião Filho*

Na semana passada falei de como o Governo do Paraná, quebrado e sem rumo, gasta milhões em propaganda tentando nos vender um mundo irreal, um mundo que só existe dentro dos espaços comerciais pagos pelo governo. São mais de R$ 600.000.000,00 (seiscentos milhões de reais) por ano para convencer você, paranaense, que as coisas vão bem em nosso Reino. Acho que todos já sentiram que “existe algo de podre no Reino da Dinamarca”.

Nossas escolhas por produtos são construídas através de nosso meio, via experiências socioculturais. Escolhemos o que vamos comprar no mercado, influenciados pela mídia. A mídia mais forte neste caso é a TV, pois trabalha com imagem (lembrem-se do texto passado).

O atual governo se vende na mídia como um produto fast food, todos sabem que o fast food não é bom, mas somos bombardeados ao ponto de querermos comer aquele produto. Se usássemos da razão não iríamos a um fast food, mas é mais fácil e a TV nos convenceu de que é bom e prático. Estamos convencidos de que uma ida a uma lanchonete de certa cadeia americana é bom e divertido, até porque “amamos muito tudo isso”.

O atual governador, bronzeado e de dentes alvos, de vestes impecáveis, só aparece em campanhas positivas. Você sabe o porquê disto? O motivo é que o consumidor tende a guardar as informações ligadas ao produto e depois generalizar suas opiniões sobre determinada marca.

Ao relacionar algo positivo ao produto ou marca vendido ele forma um estereotipo e passa a confiar ou a se sentir seguro comprando tal produto. É o que o atual governo espera incutir no seu subconsciente, ele gasta uma fortuna em propaganda buscando o que os marqueteiros chamam de generalização da marca. Eles querem que nós passemos a amar muito tudo isso.

O governo Richa atrasa o dinheiro do Leite das Crianças, deixa faltar ração para os cães da PM, não paga a gasolina e o conserto das viaturas da polícia, manda desativar salas de aula para economizar na área da educação, mas… não diminui o seus gastos com propaganda. Não o faz, pois quer que você associe o nome do atual governador a coisas positivas. Uma vez feita a associação eles acreditam que você, em outubro, vai achar que o nome está ligado a coisas boas, coisas estas que não existem no mundo real.

Eles vendem um produto e querem que você acredite que é bom, porque se o Beto só aparece para dar boas notícias e nunca liga o seu nome e sua cara à crise eles (marqueteiros bem pagos) creem que você eleitor/consumidor tenderá a achar que o Beto só traz boas notícias e que tudo ligado a ele é bom.

Por este motivo o atual governador não se manifesta publicamente sobre as mazelas de nosso estado. Ele não quer que você lembre que ele é o governador que está devendo mais do que o Estado arrecada. A turma do marketing não quer que você saiba que ele é o responsável pela falta de gasolina das viaturas.

Ele quer ser o playboy da boa notícia, mesmo que seja uma promessa vazia que não tem a menor chance de ser cumprida. Os publicitários querem que você ache outras pessoas para culpar pelo desastre deste governo, querem fazer uma lavagem cerebral no eleitor. Tudo é um grande golpe de marketing.

O Beto Richa é um golpe de marketing, e nada mais. Ele (assim como eu, sem hipocrisia) tem um nome forte e sonoro que remete a um grande governador de nosso Estado. Ele usa a sua imagem como se fosse um logotipo, sempre de cabelos bem cortados, cútis dourada e sorriso branquíssimo. Faz uso de uma moldura de cores, como os personagens de novela, na qual os mocinhos vestem tons claros e alegres e os bandidos cores fortes e pesadas.

Bem embalado em roupas que combinam com a ocasião, camisas bem passadas, ternos bem cortados, todo o cuidado com a imagem é pouco. Segue ele, Richa, a tradição de usar sempre um bordão, um slogan, um mote, a exemplo: “diálogo e respeito”. Neste ponto cabe inclusive uma explicação, o governador mantém conversas apenas com empresários e fornecedores de campanha e só respeita o lucro destes.

De todo este pacote midiático utilizado pelo governador, a única coisa que falta é alguém carregando uma caixa de som tocando uma música tema por onde ele passa.

Nunca na história do Paraná tivemos um produto tão bem publicizado como o atual governador. Pena que ele não passe disto. Será que o Paraná o amaria se o desgoverno real se sobrepusesse ao governo do mundo irreal do intervalo da novela?

*Requião Filho é advogado, especialista em políticas públicas, escreve às quintas no Blog do Esmael.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s