Cubana entrará com ação trabalhista contra o Mais Médicos

De Daiene Cardoso, Agência Estado:

BRASÍLIA – A médica cubana Ramona Matos Rodríguez, que abandonou o programa Mais Médicos no último sábado, 1, vai entrar com uma ação trabalhista na Justiça do Pará solicitando o pagamento do que ela deixou de receber nos últimos quatro meses em que atuou no município de Pacajá. Orientada pela assessoria jurídica da bancada do DEM na Câmara dos Deputados, a médica reivindicará também ressarcimento por danos morais.

Ramona recebeu nesta quinta-feira, 6, proposta da Associação Médica Brasileira (AMB) – que sempre criticou o Mais Médicos, do governo federal – para trabalhar no setor administrativo do escritório da entidade em Brasília. A questão salarial, a carga horária e a função serão discutidas na segunda-feira, 10, em reunião na sede da AMB, em Brasília, e o contrato será assinado no dia seguinte.

Também nesta quinta, a AMB divulgou uma nota em que oferece publicamente apoio à cubana e afirma que ajudará a profissional a revalidar o diploma médico, oferecendo até mesmo capacitação, se este for o desejo dela. “A AMB também está à disposição para dar apoio humanitário e garantir acesso a todos os instrumentos políticos e legais para viabilização do asilo político aos profissionais cubanos que estão atuando no Brasil”, diz a nota.

Em Brasília. Ramona está hospedada na casa do deputado Abelardo Lupion (DEM-PR). Mesmo empregada, os líderes do DEM afirmaram que a médica manterá a solicitação dos pedidos de asilo aos Estados Unidos e ao governo brasileiro. “Ela tem que trabalhar com mais de uma opção”, justificou o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO). Nesta tarde, ela deve dar entrada ao pedido de emissão do Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) e da carteira de trabalho.

Em paralelo à ação individual de Ramona, o DEM deve protocolar também uma representação solicitando que o Ministério Público do Trabalho entre com uma ação coletiva contra o programa. “O Brasil terá de responder por dano moral não só à médica cubana, mas a todos os cubanos”, disse Caiado. O argumento é que a legislação trabalhista brasileira prevê que o empregado não pode ser “diminuído de seu valor de trabalho” e que, ao receber menos que os demais médicos do programa, Ramona sofreu danos morais. A ação trabalhista de Ramona incluirá pagamento proporcional de 13º salário e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) não recolhido. A ação estima um pedido de ressarcimento superior a R$ 36 mil.

No pedido de refúgio ao Brasil, entregue ontem ao Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), Ramona alegou que exerceu a medicina em situações “humanamente desiguais” se comparadas com os médicos de outras nacionalidades que participam do programa. O pedido de refúgio também argumentou que a médica recebia salário substancialmente inferior ao dos demais profissionais, mesmo realizando “as mesmíssimas atribuições”. O fato de os médicos de outros países ganharem R$ 10 mil de salário, enquanto os cubanos, pelo contrato, recebem o equivalente a US$ 400 no Brasil, foi o que motivou a saída de Ramona de Pacajá. “Não tem como distinguir um (médico) cubano de um espanhol”, alegou o líder da bancada, Mendonça Filho (PE). Nesta manhã, os deputados informaram que a família de Ramona em Cuba não teve acesso aos valores que o governo cubano havia se comprometido em repassar.

Os parlamentares anunciaram que o DEM continuará apoiando a médica e que há possibilidade de outros profissionais seguirem o exemplo de Ramona nos próximos dias. / COLABOROU ADRIANA FERRAZ

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s