Anistia a jornalistas e blogueiros tem a aprovação de 62% dos internautas

Mais de 62% dos internautas brasileiros aprovam a proposta do deputado federal João Arruda (PMDB-PR), que anistia (perdoa) jornalistas e blogueiros de multas aplicadas pela Justiça Eleitoral nas campanhas de 2000 a 2012. A constatação vem do balanço desta sexta-feira (07) divulgado pela plataforma Vote na Web, criada para ampliar a participação dos eleitores no debate sobre as propostas em trâmite na Câmara e no Senado Federal.

No total, o projeto de lei de João Arruda (PL 4653/2012) recebeu 427 votos, sendo 267 favoráveis. O Vote na Web (www.votenaweb.com.br) permite ainda que os internautas classifiquem as matérias em discussão. Dos que opinaram sobre a proposta do deputado do Paraná, 30% indicaram se tratar de um tema urgente, 23% que se trata de uma questão relevante, 38% afirmam ser corajoso e apenas 7% dizem que é um tema sem noção.

“Este projeto tem como objetivo garantir a liberdade de expressão em nosso país”, afirma João Arruda, que também presidiu a Comissão Especial que estudou o projeto do Marco Civil da Internet. “Ao punir os profissionais e grupos de comunicação, com multas muitas vezes desproporcionais e descabidas, a Justiça Eleitoral acaba atacando o direito elementar à liberdade de expressão garantida no artigo 5º da Constituição Federal”, reforçou.
Pela aprovação
Em agosto do ano passado, o projeto recebeu parecer favorável do relator na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), deputado Arthur Maia (PMDB-BA). A proposta agora tramita em caráter conclusivo (o que dispensa apreciação do plenário).

Segundo João Arruda, o projeto é uma reposta à onda de censura contra jornalistas e blogueiros em época de campanha eleitoral. O deputado defende que a dinâmica da internet é muito importante para o debate, pois democratiza a comunicação, por isso, é necessário anular as multas abusivas aplicadas às pessoas que foram punidas por expor suas opiniões.

Ampliação
O projeto de João Arruda, que garante a liberdade de expressão no país, sofreu uma única emenda que ampliou a anistia entre as eleições de 2000 a 2012. Originalmente, o projeto previa anistia entre os pleitos de 2008 e 2012.

Se aprovada, a proposta vai beneficiar jornalistas e blogueiros do Paraná como Esmael Morais, Tarso Cabral Violin, Fábio Campana, André Guimarães e Luiz Skora. Os jornalistas Luiz Carlos Azenha, Paulo Henrique Amorim, Altamiro Borges, Ricardo Noblat, Reinaldo Azevedo, dentre outros, igualmente serão agraciados.

Foto legenda (montagem anistia)
Para 62% dos internautas brasileiros, anistia de jornalista se blogueiros das multas aplicadas pela Justiça Eleitoral vai garantir a liberdade de expressão no país

(Fonte: Blog do Fábio Campana)

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s