Vai vendo… Policiais militares madrugam para conseguir senha e alguns voltam para casa sem atendimento no Hospital da PM

Da Banda B

Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

hospital-policiamilitar

Maioria reclamava da falta de especialistas. Foto: AN/Banda B

Pacientes que utilizam o Hospital da Polícia Militar, no bairro Jardim Botânico, em Curitiba, estão revoltados com a falta de consultas com especialistas. Na manhã desta segunda-feira (3) cerca de duzentas pessoas aguardavam atendimento no local. De acordo com os usuários ouvidos pela Banda B, a fila começou por volta das 5h, quando os primeiros pacientes se aglomeraram para aguardar as senhas. O Hospital é administrado pelo Governo do Estado.

Entre os casos, um homem de 79 anos que aguarda há sete uma cirurgia no quadril. “Ele já não anda mais e vai ter que esperar mais quantos anos?”, pergunta indignada a mulher do policial militar. Por serem servidores ou parentes, eles preferem não se identificar. Muitos têm medo de represália.

hospital-policiamilitar1

Pacientes formaram fila do lado de fora do hospital. Foto: AN/Banda B

Fugindo à regra, o sargento Ori Stoco contou à Banda B que foi hoje ao HPM pela terceira vez e, novamente, não conseguiu a consulta. “De novo, vou voltar para casa sem ser consultado. Cheguei aqui às 5 horas para conseguir uma consulta com um urologista e agora pouco me disseram que as consultas acabaram”, reclamou.

A maioria das reclamações são quanto às consultas, no entanto, mulheres reclamaram também da falta de assistência e cobertura de exames. “Estou tentando uma mamografia há meses e nada. A gente fica com dor porque até a emergência não funciona. Cheguei aqui era quase 5h30 e não fui atendida”, contou à Banda B, sem se identificar.

Até agosto do ano passado, o HPM também fazia atendimento a pacientes do Sistema de Assistência à Saúde (SAS), no entanto, no segundo semestre passou a receber apenas policiais militares. A expectativa era de que o atendimento aos policiais e familiares melhorasse, o que, segundo os pacientes ouvidos hoje pela manhã, não ocorreu. Hoje, os outros servidores do SAS estão sendo atendimento no Hospital da Cruz Vermelha, em Curitiba.

Resposta

A Banda B entrou em contato com a assessoria da Polícia Militar e foi informada que situações existes no Hospital da Polícia Militar (HPM) estão sendo resolvidas e os atendimentos normalizados, principalmente no que diz respeito ao acolhimento ao paciente. “A Administração do HPM Informa ainda que as consultas podem ser marcadas todos os dias, de segunda a sexta, no horário comercial, no entanto muitas pessoas procuram o HPM na segunda pela manhã, causando filas e atrasos. Algumas medidas administrativas estão sendo adotadas para melhorar o atendimento e os serviços oferecidos aos pacientes, e já estão surtindo efeito”.

Já os casos de especialidades estão sendo analisados caso a caso, ou seja, os mais urgentes, assim são tratados, como é o caso de uma senhora que precisa de uma cirurgia de quadril, procedimento este que já está agendado para o próximo dia 10.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

- Jornalista brasileiro (DRT-Pr 7.294) e Consultor em Comunicação Política. - Editor do Blog Moeda Livre Economia Digital - Fundador e Editor do Jornal Diário de Piraquara (2008). - Editor do Blog Meandros da Política (2008-2016).
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s