Vai vendo… Policiais militares madrugam para conseguir senha e alguns voltam para casa sem atendimento no Hospital da PM

Da Banda B

Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

hospital-policiamilitar

Maioria reclamava da falta de especialistas. Foto: AN/Banda B

Pacientes que utilizam o Hospital da Polícia Militar, no bairro Jardim Botânico, em Curitiba, estão revoltados com a falta de consultas com especialistas. Na manhã desta segunda-feira (3) cerca de duzentas pessoas aguardavam atendimento no local. De acordo com os usuários ouvidos pela Banda B, a fila começou por volta das 5h, quando os primeiros pacientes se aglomeraram para aguardar as senhas. O Hospital é administrado pelo Governo do Estado.

Entre os casos, um homem de 79 anos que aguarda há sete uma cirurgia no quadril. “Ele já não anda mais e vai ter que esperar mais quantos anos?”, pergunta indignada a mulher do policial militar. Por serem servidores ou parentes, eles preferem não se identificar. Muitos têm medo de represália.

hospital-policiamilitar1

Pacientes formaram fila do lado de fora do hospital. Foto: AN/Banda B

Fugindo à regra, o sargento Ori Stoco contou à Banda B que foi hoje ao HPM pela terceira vez e, novamente, não conseguiu a consulta. “De novo, vou voltar para casa sem ser consultado. Cheguei aqui às 5 horas para conseguir uma consulta com um urologista e agora pouco me disseram que as consultas acabaram”, reclamou.

A maioria das reclamações são quanto às consultas, no entanto, mulheres reclamaram também da falta de assistência e cobertura de exames. “Estou tentando uma mamografia há meses e nada. A gente fica com dor porque até a emergência não funciona. Cheguei aqui era quase 5h30 e não fui atendida”, contou à Banda B, sem se identificar.

Até agosto do ano passado, o HPM também fazia atendimento a pacientes do Sistema de Assistência à Saúde (SAS), no entanto, no segundo semestre passou a receber apenas policiais militares. A expectativa era de que o atendimento aos policiais e familiares melhorasse, o que, segundo os pacientes ouvidos hoje pela manhã, não ocorreu. Hoje, os outros servidores do SAS estão sendo atendimento no Hospital da Cruz Vermelha, em Curitiba.

Resposta

A Banda B entrou em contato com a assessoria da Polícia Militar e foi informada que situações existes no Hospital da Polícia Militar (HPM) estão sendo resolvidas e os atendimentos normalizados, principalmente no que diz respeito ao acolhimento ao paciente. “A Administração do HPM Informa ainda que as consultas podem ser marcadas todos os dias, de segunda a sexta, no horário comercial, no entanto muitas pessoas procuram o HPM na segunda pela manhã, causando filas e atrasos. Algumas medidas administrativas estão sendo adotadas para melhorar o atendimento e os serviços oferecidos aos pacientes, e já estão surtindo efeito”.

Já os casos de especialidades estão sendo analisados caso a caso, ou seja, os mais urgentes, assim são tratados, como é o caso de uma senhora que precisa de uma cirurgia de quadril, procedimento este que já está agendado para o próximo dia 10.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s