Coluna do Márcio Kieller: FETEC/CUT PARANÁ: 22 ANOS DE LUTA, ORGANIZAÇÃO E CONQUISTAS PARA OS BANCÁRIOS DO PARANÁ.

marcio-kieller-coluna

Dia 19 de janeiro é uma data especial para todas as bancárias e os bancários do Paraná principalmente para aqueles que são associados em sindicatos filiados a Federação dos Trabalhadores Empregados em Empresas de Crédito do Paraná a FETEC/CUT-Pr. Pois ela completa nessa data 22 anos de lutas, histórias, organização e conquistas para os sindicatos de sua base social.

A FETEC/CUT-Pr uma entidade que se soma a um leque muito grande de entidades de trabalhadores bancários do campo da Central Única dos Trabalhadores, que hoje hegemoniza o movimento sindical bancário através de sua entidade maior a Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro – CONTRAF/CUT, que detém mais de 90 % da representação dos trabalhadores bancários no Brasil.

A FETEEC Juntamente com outras federações estaduais, regionais e mais de 110 sindicatos que contam uma com história política de 22 anos e tem o orgulho de ter recebido o histórico papel de representar bancárias e bancários de todas as regiões do Brasil. E o principal resultado disso é a credibilidade que mulheres e homens que trabalham em bancos depositam neste rol de entidades. Essa credibilidade e confiança da se porque à força da organização sindical dessas entidades conquistaram um avanço histórico há mais de duas décadas, que foi a Convenção Coletiva Nacional da categoria bancária.

A nossa convenção coletiva é um conjunto de benefícios, cláusulas sócias, de saúde e condições de trabalho assinada ao final de nossas campanhas salariais, que valem identicamente para todas as bancárias e bancários do país. Assim, qualquer bancário em qualquer cidade do país tem os mesmo benefícios e os mesmos direitos e principalmente os mesmos salários que as bancárias e bancários do Paraná. O que fortalece ainda mais a convenção como instrumento de união e organização dos bancários. Nossa convenção é perseguida há muito tempo por diversas categorias que até hoje não obtiveram a felicidade de ver implementada uma convenção coletiva nacional aos moldes da convenção coletiva nacional dos bancários.

A manutenção da nossa convenção, as nossas campanhas salarias nacionais unificadas, é que demonstram o peso político de uma entidade ainda jovem, porém forte e vigorosa como a FETEC/CUT-Pr que tem mais de vinte mil bancárias e bancários distribuídos geograficamente por sua base sindical no Estado do Paraná. O Sindicato de Bancários de Curitiba e região por sua grande extensão territorial abrange toda a região metropolitana da Capital, e sozinho forma uma regional, conhecida por regional Curitiba. Já os Sindicatos dos Bancários de Londrina e região, o Sindicato dos Bancários de Apucarana e região, o sindicato de Arapoti e região, o sindicato dos bancários de Cornélio Procópio e região que formam a regional Vida Bancária da FETEC. E por fim outra regional é a Regional PACTU Bancário, composta pelo Sindicato dos Bancários de Paranavaí, Sindicato dos Bancários de Arapoti e região, o Sindicato dos Bancários de Toledo e Região, Sindicato dos Bancários de Umuarama Assim e região, Pelo Sindicato dos Bancários de Campo Mourão e Região e pelo sindicato dos Bancários de Guarapuava e região.

A organização federativa que os bancários do campo cutista fazem em torno da FETEC potencializa a organização política e a representatividade da entidade, fazendo com que seja um dos ramos mais fortes e organizados da Central Única dos Trabalhadores no Paraná e da mesma forma nacionalmente. Servindo de instrumento político para colocar na arena política de discussão os principais temas do dia-a-dia da classe trabalhadora como um todo e do trabalhador bancário.

Portanto, é fundamental que as lideranças bancárias se atentem nessa data comemorativa dos 22(Vinte e dois anos) de sua entidade e do grande papel que ela, a entidade, cumpriu e ainda tem para cumprir nos dias de hoje e também no futuro. Afinal, as relações de trabalho se consolidam a cada dia mais no Brasil e suas contradições afloram cotidianamente e é necessário e importante que uma entidade de peso político seja caixa de ressonância dos que os bancárias e bancários do Paraná inteiro pensam e reivindicam para sua condição de categoria profissional.

É preciso que a FETEC/CUT-Pr entenda o tamanho que atingiu a entidade e em que se transformou, e que coloque se na ordem do dia, com a importância que adquiriu, com entidade grande, definidora de políticas para o conjunto dos sindicatos que dela são filiados, que não aceite a condição de ser tratada como instrumento ou local para resolver problemas outros, que não sejam as elaborações políticos, ideológicos e organizativos para a luta de classe dos trabalhadores e das bancárias e dos bancários.

Estar à frente das lutas é estabelecer política de orientação e de organização para seus sindicatos filiados sem interferir em autonomia de gestão política e financeira, é isso que torna a FETEC instrumento de luta para a sua base política, os seus 10 sindicatos filiados. E que esse instrumento político e organizativo seja também um multiplicador de exemplos, de produção de lideranças capazes politica e sindicalmente para outras esferas da vida política e institucional, inclusive.

A organização da categoria bancária já enfrentou diversos reveses durante sua existência, que já remonta mais de 8º anos onde participou dos principais momentos políticos da república, essa história política rica em acontecimentos é que fez com que a base histórica para o surgimento da federação dos trabalhadores em empresas de crédito do Paraná a FETEC/CUT-Pr há 22 anos se desse dentro desse espirito de vanguarda e da luta dos trabalhadores e trabalhadores bancárias. Ter a clareza que é necessário e fundamental imprimir para seus sindicatos filiados à política de sindicato cidadão, que esta fortemente inserido na sociedade é que faz com que a FETEC/CUT Paraná se diferencie de muitas entidades sindicais que tem apenas interesses corporativos e financeiros, e que não se importam como esta funcionando a sociedade, as instituições políticas e como esta a vida dos cidadãos.

É essa diferença que torna uma entidade como a FETEC que apesar de acabar de ter completado sua maioridade, seu 22 anos, o instrumento de luta e de organização social que trouxe e trás inúmeros avanços para a categoria, mas não somente para a luta economicista e financeira para bancários e bancárias dos sindicatos a ela filiados.

Não. Vai muito além, ousa colocar na ordem do dia a participação dos seus dirigentes e dos dirigentes de seus sindicatos nas mais diversas áreas da sociedade. Participa de conselhos estaduais, municipais, intervindo com a visão dos trabalhadores nesses conselhos que são lugares onde há produção de políticas públicas para os trabalhadores, como nos conselhos da saúde, do trabalho, da economia solidária, da segurança, da Mulher, enfim nas mais diversas áreas do Estado.

Comprovando que é uma entidade que não se acomoda apenas com a passagem das campanhas salariais da categoria. Tem uma postura firme e ativa na sociedade, se revigora e se envolve, discute, aponta caminhos e participa dos debates do mundo do trabalho, dos debates de gênero, de raça e de orientação sexual. Sempre com os olhos voltados para contribuir para construção de uma sociedade mais justa, fraterna e igualitária para todos, sem descriminações de espécie alguma.

A maioridade de fato de nossa entidade, com seus 22 anos aponta para ela que muitas lutas teremos pela frente, então nos resta regozijar aos festejos de aniversário da FETEC/CUT-Pr na perspectiva que muitas lutas ainda traçaremos juntos, lado a lado dos seus sindicatos filiados e das bancárias e bancários!

Viva as trabalhadoras e os trabalhadores Bancários! Viva a FETEC/CUT-Pr!

Marcio Kieller

Vice Presidente da CUT/Pr, diretor do Sindicato de Políticas Sindicais do Sindicato dos Bancários  e Mestre em Sociologia Política pela UFPR.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Márcio Kieller, Política e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s