Metrô e a valeta que mata

Do Luiz Geraldo Mazza, Folha de Londrina:

Enquanto Fruet tratava no Ippuc do metrô de Curitiba, na Região Metropolitana prestavam homenagens póstumas à menina que morreu ao cair numa valeta. Na terra em que as valetas matam nas enxurradas dá-se mais um exemplo de prioridade Fifa.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s