Pinhais recebe mais três médicos estrangeiros

O reforço possibilitará a ampliação de três equipes da Estratégia de Saúde da Família, nas Unidades de Saúde do Weissópolis, Vargem Grande e Ana Neri

Pinhais passará a contar com mais três médicos. Eles irão integrar o grupo de profissionais vindos para o município por meio do Programa Mais Médicos, do Governo Federal. O reforço possibilitará a ampliação de três equipes da Estratégia de Saúde da Família, nas Unidades de Saúde do Weissópolis, Vargem Grande e Ana Neri. Vale ressaltar que em agosto deste ano Pinhais já havia recebido três médicos, totalizando seis profissionais estrangeiros para a área da saúde.

Os três médicos são cubanos, e ambos têm uma expectativa positiva em relação ao programa e os benefícios para a população pinhaiense. “É uma oportunidade para que tenhamos uma visão mais ampla sobre a atenção primária da saúde. Além disso, é uma ótima iniciativa, a estrutura é bem formada e organizada. Aqui fomos muito bem recepcionados e estamos dispostos a realizar nosso trabalho da melhor maneira possível”, declarou um dos médicos, Luiz Enrique Azauy Lemos.

Após passar pelos treinamentos exigidos e ter o primeiro contato com a área da saúde do município, os médicos foram recepcionados na Secretaria de Saúde, nesta sexta-feira (6). Esta foi uma oportunidade para que os gestores locais conhecessem os profissionais que, a partir da próxima semana, atuarão em Pinhais.

A vice-prefeita de Pinhais, Marli Paulino, esteve presente e ressaltou que a vinda dos médicos se traduzirá em qualidade de atendimento para a população. “Estes profissionais serão encaminhados para regiões onde existe maior demanda de atendimento. Desde já estão se ambientando com a realidade local para que possam atender com qualidade a nossa população”, finalizou a vice-prefeita.

Programa Mais Médicos

O Programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde, faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde. O Programa prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais.

Os médicos selecionados para atuar no programa trabalharão no Brasil por três anos. Neste período, terão registro profissional provisório, que lhes dará o direito de atuar exclusivamente na Atenção Básica, com acompanhamento de tutores e supervisores. Cada médico será lotado em uma equipe de Atenção Básica.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

- Jornalista brasileiro (DRT-Pr 7.294) e Consultor em Comunicação Política. - Editor do Blog Moeda Livre Economia Digital - Fundador e Editor do Jornal Diário de Piraquara (2008). - Editor do Blog Meandros da Política (2008-2016).
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s