Pinhais recebe mais três médicos estrangeiros

O reforço possibilitará a ampliação de três equipes da Estratégia de Saúde da Família, nas Unidades de Saúde do Weissópolis, Vargem Grande e Ana Neri

Pinhais passará a contar com mais três médicos. Eles irão integrar o grupo de profissionais vindos para o município por meio do Programa Mais Médicos, do Governo Federal. O reforço possibilitará a ampliação de três equipes da Estratégia de Saúde da Família, nas Unidades de Saúde do Weissópolis, Vargem Grande e Ana Neri. Vale ressaltar que em agosto deste ano Pinhais já havia recebido três médicos, totalizando seis profissionais estrangeiros para a área da saúde.

Os três médicos são cubanos, e ambos têm uma expectativa positiva em relação ao programa e os benefícios para a população pinhaiense. “É uma oportunidade para que tenhamos uma visão mais ampla sobre a atenção primária da saúde. Além disso, é uma ótima iniciativa, a estrutura é bem formada e organizada. Aqui fomos muito bem recepcionados e estamos dispostos a realizar nosso trabalho da melhor maneira possível”, declarou um dos médicos, Luiz Enrique Azauy Lemos.

Após passar pelos treinamentos exigidos e ter o primeiro contato com a área da saúde do município, os médicos foram recepcionados na Secretaria de Saúde, nesta sexta-feira (6). Esta foi uma oportunidade para que os gestores locais conhecessem os profissionais que, a partir da próxima semana, atuarão em Pinhais.

A vice-prefeita de Pinhais, Marli Paulino, esteve presente e ressaltou que a vinda dos médicos se traduzirá em qualidade de atendimento para a população. “Estes profissionais serão encaminhados para regiões onde existe maior demanda de atendimento. Desde já estão se ambientando com a realidade local para que possam atender com qualidade a nossa população”, finalizou a vice-prefeita.

Programa Mais Médicos

O Programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde, faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde. O Programa prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais.

Os médicos selecionados para atuar no programa trabalharão no Brasil por três anos. Neste período, terão registro profissional provisório, que lhes dará o direito de atuar exclusivamente na Atenção Básica, com acompanhamento de tutores e supervisores. Cada médico será lotado em uma equipe de Atenção Básica.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s