Coluna do dia: PMDB sem candidatura própria, de Requião, vai passar a figurante

Charge2011-caes_e_cargos.jpg
Se o PMDB não lançar um candidato ao governo do Paraná no próximo ano, e esse candidato não for o senador Roberto Requião, o partido vai passar de protagonista, que sempre foi na política paranaense, a figurante do "richismo".

Há quem diga que "o PMDB não tem dono e que as eleições de 2014 se resolvem em 2014". Ledo engano. Ao que tudo indica, o PMDB já foi quase totalmente vendido ao "richismo", faltando passar a escritura do número 988 (da Vicente Machado), ao filho de um dos fundadores do partido no Paraná.

A formação de uma "chapão" para as proporcionais, vai resolver o problema imediato e que diz respeito só a a meia dúzia de oportunistas que vão transformar o PMDB do Paraná em um dos "balcões de negócio" mais escrachados do Brasil.

Caso os "donos" do partido (hoje investidos de cargos no legislativo e em secretarias de estado), mantenham a política do "toma lá dá cá" e não permitam a candidatura de Requião (o único nome verdadeiramente capaz de disputar estas eleições), o PMDB do Paraná vai deixar, mesmo, de ser protagonista para ser mero figurante, e dos piores.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

- Jornalista brasileiro (DRT-Pr 7.294) e Consultor em Comunicação Política. - Editor do Blog Moeda Livre Economia Digital - Fundador e Editor do Jornal Diário de Piraquara (2008). - Editor do Blog Meandros da Política (2008-2016).
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s