Justiça invalida 1.500 do ‘trem da alegria’ do Senado

Leandro Mazini, na Coluna Esplanada
trem_da_alegria.jpg

Sob segredo de Justiça, chegou descarrilado ao TRF um Trem da Alegria de 30 anos do Senado. O juiz da 3ª Vara da Justiça Federal em Brasília, Bruno Apolinário, recusou no final de Julho cinco embargos de declaração e a advocacia da Casa Alta apela no tribunal para manter o ‘trem da alegria’ da gestão do senador Moacyr Dalla, ato 87/84. A Justiça determinou a revogação da efetivação de 1.554 funcionários e a divulgação da lista – mulheres, filhos e amigos de políticos nomeados após 5/10/83. Parte está empregada no Senado e outros estão aposentados – que terão benefícios cassados.

Demissíveis. o juiz determina que os efetivados em atividade devem retornar ao regime de CLT, sob risco de demissão, e considera a decisão da Mesa nula por ser ato lesivo ao patrimônio.

Ipsis litteris. A sentença ampara-se no decreto-lei 200/67, Artigo 102, que ‘vedava nomeação sem habilitação em concurso’. Até o fechamento da Coluna, o Senado não respondeu.

Apelação. Em nota, o Senado informou que apelou da sentença, para efeito suspensivo, e aguarda decisão da Justiça. E ratificou que ainda não foi notificado para enviar lista dos servidores efetivados.

Anúncios

Sobre Rodini Netto

- Jornalista brasileiro (DRT-Pr 7.294) e Consultor em Comunicação Política. - Editor do Blog Moeda Livre Economia Digital - Fundador e Editor do Jornal Diário de Piraquara (2008). - Editor do Blog Meandros da Política (2008-2016).
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s