Juiz Permite Ação Legal Contra Pastor por Oposição à Homossexualidade

Rev. Scott Lively

Wendy Wright

NOVA IORQUE, EUA, 23 de agosto (C-FAM) Um juiz dos EUA está permitindo uma ação legal de um grupo homossexual de Uganda acusando um pastor evangélico de “crime contra a humanidade.” O pastor americano está sendo acusado de violar as leis internacionais por falar contra a homossexualidade e discutir legislação com líderes de Uganda.
Scott Lively, advogado e escritor, dirige a lanchonete Solo Sagrado em Massachusetts onde cafés e Bíblias são gratuitas e onde os cultos de domingo ministram para pessoas que vivem nas ruas, viciados em drogas e outros. Em 2009, ele foi convidado para falar numa conferência em Uganda onde ele disse que a meta do movimento homossexual é “derrotar a sociedade com base no casamento e no lugar colocar uma cultura de promiscuidade sexual.”

A ONG Minorias Sexuais de Uganda (MSU) acusa Lively de incitar “perseguição” por meio de palestras públicas e de aconselhar os líderes ugandenses que introduziram legislação contra a homossexualidade. A MSU defende a aceitação legal e social de indivíduos lésbicos, homossexuais, bissexuais, transgêneros e intersexuais. Ela se opõe à legislação que fortalece as leis anti-homossexualidade.
O processo descreve vários eventos em Uganda, tais como uma batida policial no escritório da MSU. Lively não é mencionado uma “única vez dentro das muitas páginas da queixa que descrevem” esses eventos, disse o Conselho da Liberdade, o escritório de advocacia que representa Lively.
Um acontecimento que a MSU tenta ligar a Lively é o assassinato de David Kato, um co-líder do grupo. O processo não menciona que um prostituto homossexual confessou ter assassinado Kato por causa de um bate-boca com relação a pagamento. Ele foi condenado e sentenciado a 30 anos de prisão.
Se a MSU tiver êxito, qualquer pessoa “que insistir em opor-se a classificações especiais para homossexuais se tornaria uma criminosa dos direitos humanos internacionais,” Horatio Mihet, advogado de Lively, disse ao WND.
O processo tem como base a Lei do Delito Estrangeiro, uma lei federal que permite que os tribunais dos EUA tratem de casos sobre violações da lei de nações ou de um tratado dos EUA. O Supremo Tribunal recentemente decidiu que a lei não se aplica a uma conduta que ocorreu fora dos EUA.
O processo parece ser um “golpe publicitário sem mérito com o objetivo de atormentar Scott Lively até fazê-lo ficar em silêncio,” um especialista legal disse o Friday Fax. O direito à liberdade de expressão nos EUA proíbe “tal absurdo” de responsabilizar legalmente alguém por tentar convencer as pessoas contra uma ideia oposta.
O litigante veterano comenta que isso poderá voltar a assombrar os ativistas homossexuais. A teoria da MSU atrairia processos contra “ativistas homossexuais que estão tentando reprimir seus próprios oponentes políticos e culturais em países estrangeiros.”
Em sua decisão, o juiz Michael Ponsor descreveu os líderes e legisladores ugandenses como “co-conspiradores” com Lively. Ponsor disse que algumas autoridades consideram que “perseguição” com base na orientação sexual e identidade de gênero “constitui um crime contra a humanidade que viola as normas internacionais,” mas é questionável se viola as leis dos EUA.
O juiz Ponsor virou notícia em junho quando sua primeira novela publicada, um romance de suspense legal encenado em Massachusetts, foi lançada. Ponsor originalmente aspirava ser um escritor, mas depois de duas novelas sem êxito reorientou seus escritos quando foi nomeado juiz.
“Em algum ponto percebi que os juízes são legisladores não eleitos da humanidade, e o que fazemos é simplesmente sermos criativos,” Ponsor disse numa entrevista.
Fonte: C-FAM
Anúncios

Sobre Rodini Netto

Jornalista de profissão, editor dos Blogs Meandros da Política (Brasil), Versão Brasileira (Europa). Diretor do Jornal Diário de Piraquara Consultor de Comunicação Digital
Esse post foi publicado em Blogs, Gospel, Internacional, Rodini Netto e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s